domingo, 25 de maio de 2008

Atitudes falam mais do que palavras




Uma frase que todo mundo já está cansado de ouvir, mas que muitos ainda não entenderam o seu significado.

Decidi escrever sobre esse assunto aqui depois que li a notícia abaixo ontem no site da BOL:

Ex-namorado forja seqüestro relâmpago para reatar namoro
O mecânico Marcyus Vinícius Oliveira Araújo forjou na noite da última sexta-feira (23) um seqüestro relâmpago na Ceilândia, em Brasília, para tentar reatar com a ex-namorada. Segundo a PM (Polícia Militar), o casal foi surpreendido por quatro homens enquanto sacavam dinheiro em uma agência bancária.



De acordo com a PM, os supostos bandidos obrigaram os dois a entrarem no carro de Araújo e permanecerem com a cabeça baixa. Quando os falsos seqüestradores iniciaram uma série de insultos, o ex-namorado passou a defender a garota. Em represália, os bandidos o espancaram.

Os criminosos deixaram o carro atrás da academia da Policia Civil. O casal caminhou até um posto de gasolina, onde chamaram a PM. Em pouco tempo, a policia conseguiu prender os quatro homens, que confessaram o seqüestro forjado pelo ex-namorado.


Os falsos seqüestradores --que usavam armas de brinquedo-- e o ex-namorado foram presos. Se condenados, os cinco podem pegar de um a seis meses de cadeia por falsa comunicação de crime.

Agora alguém me explica: como um indivíduo que diz te amar e ser louco por você pode fazer uma barbaridade dessas?! Louco ele é, claro, mas não por você, e sim, devido ao seu desequilíbrio mental. Mesmo que não planeje um seqüestro, muita gente faz coisas doentes para reatar namoro.

Aposto que cada um de vocês que está lendo meu blog nesse momento já ficou sabendo de alguns casos de loucuras de suposto “amor”. Cada um que eu tomo conhecimento, fico mais boquiaberta. Eu REALMENTE não consigo entender como as pessoas têm capacidade de fazer esse tipo de coisa com outra e ainda ter a cara de pau de dizer que foi por amor! Mais ainda, não consigo entender quem acredita, principalmente se esta pessoa for uma ‘vítima’ das loucuras. Eu juro que eu já tentei, mas não consigo entender de jeito nenhum. As únicas explicações para isso, pra mim, são sérios problemas psicológicos e/ou psiquiátricos e obsessão doentia. Mas amor, com toda certeza, não é de jeito nenhum. Quem ama de verdade, trata o outro de maneiras bem diferentes.

Outra situação que não entendo são as pessoas que usam o amor como desculpa para tudo. O (A) amado (a) pode pisar na bola, sacanear, maltratar xingar, tirar toda a liberdade, faltar com respeito, trair e até mesmo bater, quantas vezes forem que, mesmo assim, a pessoa continua mantendo essa relação altamente estranha com ela. Gente, o amor não é tudo! Uma relação saudável não se baseia só em amor. Se fosse fácil assim, muitos casais ainda estariam juntos. Além do amor, é necessário respeito, afinidade, carinho, lealdade, consideração, amizade, companheirismo, cumplicidade, entre muitas outras coisas. Tudo isto mútuo, porque se não for mútuo, não tem como haver uma relação saudável, e não existe amor que mude o quadro. Ou melhor, o amor é apenas o resultado da soma de cada um desses elementos, e não o contrário.

Uma coisa é certa: essas pessoas estão dependentes da outra, e essa dependência as faz pensar que a amam, mesmo que não haja mais amor, apenas dependência emocional em relação ao outro. Pode-se chamar tal dependência de costume ou vício: a pessoa está tão acostumada a estar com a outra que não consegue mais ter vida própria, em alguns casos extremos nem pensar mais sozinha. Nisso, a pessoa vai se diminuindo cada vez mais sem perceber. Parece até que gostam de sofrer, que não conseguem mais viver sem o sofrimento causado pelo seu vício de amar quem te faz sofrer. Amar é sofrer, sim, mas não sofrer, pois quando está neste nível já virou doença. Numa relação os bons momentos têm que superar os maus para ser equilibrada.




[ Por causa de todos esses fatos, foi criado o MADA, lembram? Mulheres Que Amam Demais. Um grupo de ajuda tipo AA para mulheres que sofrem do mal do amor obsessivo que vira doença. ]


Resumindo: ouvir “eu te amo” é muito bom, eu sei, mas só dizê-lo não adianta nada se as atitudes demonstrarem algo completamente diferente. É preferível ouvir um “eu te adoro” ou “eu gosto de você”, ou até não ouvir nada, e se sentir amado (a) por meio de atitudes verdadeiras do que ouvir um “eu te amo” e ser tratado com desprezo ou mal-tratado (a).

É como já dizem há tempos por aí: antes só do que mal acompanhado (a).

20 comentários:

Idylla disse...

relamente eh loucura demais msmo, a q ponto chegamos heim...aki ocorreu um caso parecido, uma menina sjogou do 2° andar, o ex dela eh amigo d umas amigas minhas....ela eh doente, psicopata, tudo d louco tem nessas criaturas q fazem isso!!!
interessante e polemico esse texto...beijos Florrrzinhaa

Vinícius Aguiar disse...

Concordo mais uma vez!! É muito difícil conjugar corretamente o verbo "amar"... não por sua grafia, que é até bem simples... mas pelo seu significado. Dependência emocional, subserviência, falta de companheirismo, podem levar a muitas consequências, mas jamais podem ter como justificativa este sentimento tão lindo, puro e saudável!

Nadezhda disse...

Acredito que quando a pessoa ama de verdade, ela prefira ver a pessoa feliz, independente dela estar com ela ou não.

E quando chega nesse nível, é porque já virou doença mesmo.

;)

Dama de Cinzas disse...

Raíssa, acho que existem pessoas doentes que acham que estão apaixonadas, mas o que existe mesmo e uma fixação doentia. A pessoa fica presa à na outra de maneira doentia e é capaz de fazer e aceitar os maiores absurdos!

Paixão entre seres sadios, não tem esses componentes bizarros!

Beijos

jurasecreta disse...

Realmente, isso não é coisa de pessoa normal... sei lá, existem outras formas de demonstrar amor e que deseja voltar...
Mas no final vc tem que aceitar o que vier... faz parte do processo respeitar o outro...

:**

Camilla disse...

Nossa, sabe que agora me deu uma alegria imensa de ser solteira...
Gostei do post, tá linkada!!

Beijoo

Camila M. Schuch disse...

Muuuito legal teu post, realmente amar sem respeito não é amar e, o amor quando verdadeiro não é egoísta.
Adorei teu blog, com certeza voltarei aqui!
Beeijos

Regi disse...

Olá....
Fazer o bem ñ mata ninguém!!!
Esse é meu lema....
Beijoss

Idylla disse...

pior eh q a galera adora uma polemica hahahahahhaha, eh bom p refletir!!! e Belinha eh muitoo fofa msmo...
beijoos

O Profeta disse...

Uma voz quebra o silêncio
Um espelho retêm a beleza
Vi com os olhos fechados
A fúria da minha incerteza

Fecham-se as janelas de poente
Este nevoeiro galga o pensamento
Uma semente solta num ribeiro
Corre no incerto de cada momento


Deixo-te uma doce acalmia


Mágico beijo

Lizzie disse...

Infelizmente essas coisas ainda acontecem muito, Raíssa. Acredito que isso só poderá ser deixado pra trás quando o homem for capaz de tirar o foco do "eu" e transformá-lo em "nós".


Beijocas
www.lizziepohlmann.com

Caio Lemos disse...

bem, já falou td né =]

rola msm da pessoa passar acima do amor próprio com medo de ficar sozinha ou mesmo pq rola uma "quimica", como vc disse em um texto anterior.

esse mundo tem d td, putamerda, forjar assalto...

bj =*

Tiago Moreira disse...

É mesmo muito louco quem faz coisas desse tipo, não entendo isso, e acho que é um tipo de atitude de gente desequilibrada do juízo, amor não se conquista ou reconquista com força e ou medo.

Certa feita aconteceu algo meio parecido mas, de longe sem as mesmas proporções. Eu tinha terminado um namoro com uma figura que gostei muito, mas que me sacaneou muito, daí, depois que terminei ela ficou no meu pé tentando voltar, eu na fossa, na merda, mas já não queria mais. Tinhamos dois casais como amigos em comum, esses dois casai programaram uma viagem ao litoral norte da Bahia, a uma casa de praia de um deles, um lugar a 200 Km de Salvador, me chamaram. Eu fui, quando chego lá, para minha infeliz surpresa a dita cuja já estava lá, eles armaram para tentar nos reconciliar, no mesmo dia peguei um ônibus de volta, à noite, sob protestos de todos.

Beijos.

Igor Lessa disse...

Já fiz certas "loucuras" por amor, mas nada desse tipo... Já cheguei a extremos mesmo e sempre que cheguei aí, passada a crise, racionalisando a coisa, todas a conclusões que chego são iguais ou bem parecidas com essas que você falou...
Essa coisa de amor-demais, é meio doentia mesmo... Quem tem tendência a isso, tem que tomar muito cuidado...




Olhando Pra Grama - Crônicas de um ansioso

 Fabíola Weykamp disse...

Também fico pensando o porquê de um sujeito cometer tais atrocidades, quando dizem que as fazem por amor.

A questão é que pouco sabemos o significado do amor,achamos, por um grande equívoco que o amor, é estar de fato junto de alguém, se possível 24horas.Pensamos erroneamente, que amor está diretamente ligada a algemas,amarras. E quando se bem desconhece, o amor é exatamente o oposto de tudo isso.
É liberdade,e acima de tudo RESPEITO. É respeitar o ir e vir do outro, o continuar e acabar também.

O significado de amor estará, ainda muito longe de sabermos, se continuarmos a pensar somente em nossas próprias satisfações, esquecendo que pessoas nos cercam, e cada uma delas vive em sua individualidade necessária!

Beijos, Raíssa!! :)

Liz / Falando de tudo! disse...

Eu nao tava sabendo de historia nao..;que coisa louca né?
Ai, o amor nao é nada disso, as pessoas meio desiquilibradas que fazem essas loucuras!
Te deixo um carinho e volto outro dia.
Liz

Nathália disse...

Sabe que eu sempre tive medo de me relacionar com psicopata, sem saber que ele era um psicopata, terminar o relacionamento e ele invadir o ônibus em que eu estou, fazer todo mundo de refém, dizer a famosa frase "se você não é minha, não será de mais ninguém!", me matar e depois se suicidar?!?!

Cara, só dá maluco por aí. Hahaha
Medo!

Beijo!

Jéssica V. Amâncio disse...

Ahhhh, falou tudo! E por incrível que pareça, acabei(agorinha mesmo) de tentar abrir os olhos de uma amiga(pra variar) dizendo muito do que você escreveu.
Tá aí. Também não entendo!
Amor não é obsessão, e nem dependência! É difícil enxergar isso?!Rs

Obrigaada pelo comentário no meu blog, e já te linkei no meu!!!
Beijão=*

.a negra. disse...

Noossa!

Ai do meu se ele fizesse isso, pq eu mesmo mandava prender!

Amor sim, obsessão NUNCA!
As pessoas confudem tanto..aff Loucura viu!
Beiju

Anônimo disse...

Por que nao:)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...