sexta-feira, 20 de junho de 2008

Tentativa Poética II

Mais uma vez, cá estou eu postando um poema. Já disse aqui que não sou poetisa e nunca tive muito talento nem criatividade para escrever poemas, mas minha inspiração poética mais uma vez pousou sobre minha cabeça e saiu o poema abaixo. Espero que gostem :)



Absurdo Amor
Meu amor é tão forte
Que chega a doer na alma
Me deixa insone
E me tira a calma

Meu amor é tão grande
Que se expande em meu peito
Rouba todos os meus suspiros
E se ocupa do meu pensamento

Meu amor é tão verdadeiro
Que zomba da paixão
Faz pouco da raiva
E me tira o chão

Meu amor se faz tão presente
Que já tentei esquecê-lo
Porém sem êxito algum
Pois em meu peito ele sempre está

Latente
Insistente
Resistente
Permanente

Meu amor é dilacerante
.

32 comentários:

T disse...

não seja modesta vai ;)
:*
muito bom !

Ariana disse...

Otimo poema!

Parabéns!

Beijo
BOm fim de semana pra vc!

beijo

.a negra. disse...

Ta lindooo gata!

O amor é assim..
algo incontestável e profundamente poético!

ps: uma dica...muda a cor da letra do poema, pra vermos melhor!

Beijus

- Felipe Linhares - disse...

.

Tem futuro como poetisa, ô!
Beeeeeeijo.

.

Lays disse...

Oun
Que fofo!
Muito bom.

Você tem talento.

P.S: Tentiva?

Camilla disse...

Eu achei lindo, de verdade...
Não desiste que você leva jeito!!

Poderoso disse...

adorei o poema mas tb o blog.
Passe pelo meu blog tb. bjs

Shelha disse...

isso porque não te achas poetisa já pensou?!

muito bom

*oppps xeretanto de novo....

Nadezhda disse...

E o meu é inquietante ;)

Está bonito sim!

Igor Lessa disse...

"Latente
Insistente
Resistente
Permanente

Meu amor é RENITENTE." hehehe

E é claro, dilacerante.

Muito bonito, viu! Gostei muito!
Continue com essa veia poética, que fica cada vez melhor!!

Um beijão!



Olhando Pra Grama - Crônicas de um ansioso

Cadinho RoCo disse...

E direi ser o amor capaz de muito mais do que aquilo que pensamos não suportar. Mas, no final, suportamos e bem.
Cadinho RoCo

Vinícius Aguiar disse...

Poema adorável Raíssa, gostei muito!!
tudo que fala de amor costuma ficar bonito... parabéns, e escreva mais poemas, vc leva jeito!
beijos!

Clecia disse...

Oi, Raíssa!Passando para agradecer a visita lá no meu cantinho: O Meu Mar Azul. Espero que volte para outros mergulhos, tá? Ah! Eu adorei seu blog e este poema está ótimo! Também não sou de escrever poemas, mas de vez em quando bate uma inspiração. rs Vou te linkar, tá? Bjos!

sweet_blue_heart disse...

Meu chuchu jah disse q esse poema ficou super fofo ^^

me faz lembrar alguem =/

aff..

bjokas =**

Cineasta 81 disse...

É um sentimento que está sempre sendo revisto né ?

Beatriz disse...

Gostei muito do teu blog, Raíssa! Tens um jeitinho meigo de falar sobre assuntos mais sérios, e uma veia humorística de primeira para relatar coisas do cotidiano. Também tenho a mania de reparar as pessoas, só que por um ângulo diferente e nem tão detalhista como o teu. Observo expressões (triste, descontraída, preocupada, alegre, etc.)e a partir daí fico a imaginar sobre a sua vida, seus amores, decepções, conquistas, filhos, marido, solteirice, enfim, traço uma linha imaginária do que seria a sua vida.

Adorei suas reflexões sobre o dia dos namorados. Tens apenas 19 aninhos e tenho certeza de que, quando o grande amor acontecer na tua vida, talvez mudes de idéia (rss) e passes a gostar desse dia como um elemento a mais para 'demonstrar' os seus sentimentos em forma de um mimo para o seu amor. E quem sabe até, passes a esperar com ansiedade o que esse namorado vai te ofertar (flores, bombons, um bichinho de pelúcia - não há muita variedade nestas ocasiões, e estes são presentes que sempre agradam (rss)).

Desculpe as brincadeiras e o alongado do comentário, mas teu espaço é tão aconchegante que nos sentimos 'em casa' quando aqui entramos.

Deixo-te flores, sorrisos e estrelas, iluminando tua semana, e um beijo do meu para o teu coração!

camila disse...

Parabéns Raissa!
Amor demais
Amor belo
Amor intenso

Bela poesia.
Beijo
=)

F. disse...

Menina, adorei isso de amor dilacerante. ;)

O meu também é. Acho que todo amor é - mesmo quando parece uma brisa. Amor dilacera para nos entranhar do outro...

Lindo seu blog! Obrigada pela visita que me fez - eu voltarei mais vezes, te aguardo por lá.

Beijos ;)

Tiago Moreira disse...

Escrito forte e pungente, como deve ser a vida e o próprio amor, bacana, gostei muito.

Ando ausente daqui e dos demais blogs, mais adiante terei mais tempo, por hora dou uma passada rápida para me encantar com esses versos e agradecer as visitas e as palavras sempre carinhosas lá no Caixa.

Enquanto escrevo o comentário estou viajando em seu slide show aqui ao lado, és muito bonita moça, belo sorriso.

Beijos.

Aninha disse...

- você sim, dariia uma ótima poetaa!

beeijos

Sujeito Oculto disse...

Não está mal. Também não escrevo poesia, prefiro me ater às minhas crônicas.

Só Eu disse...

Quando achares que és poetisa diz que eu publico...
Lindo poema. Lindo mesmo.
Bem estruturado, sentido...
Parabens
Beijinhos poetas

* hemisfério norte disse...

com um pouco de nada, sobre tudo da paixão, vc disse tudo sobre o amor.
obrigada pela tua visita
o http://miniminimos.blogspot.com/ não é meu, só escrevo lá às 3ª e 5ª
beijos de Portugal
ana

Nathália disse...

Acho que quando é amor mesmo, sempre é dilacerante.
Adorei o texto!

Beijo!

Marcelo Martins disse...

O amor é sempre a melhor inspiração para a poesia.
Estar apaixonado torna nossas linhas naturalmente poéticas.
É uma sensação de flutuar entre as letras como se fossem feitas de algodão.
Linda a sua poesia.

Beijos

Ariana disse...

Flor!
Tem selinho la no meu blog pra ti!

Beijo

Aninha disse...

- não é que é verdade minina!
iuaheiuehaiuehaiuehae


beeijos!

Caio Lemos disse...

eu dei uma enjoada de blog, mas vamo ver...talvez eu volte de vez =P

obrigado, anyway ^^

gostei mt mais desse poema doq do outro, diz mt mais, mas desenhado, mais bunito. gostei mesmo =]
bjao

Fazendo Terapia disse...

Muito intensa sua poesia.
Gostei.

Bjs

.:Noxz:. disse...

Nao sei...
posso até estar errado...
Mas o importante de qualquer poeta é escrever algo que sinta e ache bem...
E nao ligar muito para o que os outros digam ou sintam...
Pra mim está MUITO BOM!!!
Continue a escrever!!! ^^
Parabens ^^

Otima semana!!! ^^

By_Noxz / zLocked

mendogas disse...

Teu poema faz-me lembrar um que eu conheco mais ou menos assim!

Meu nome é João
com a agua pelo pulmão.
E eu sou Jacinto com a agua pelo cinto.
eu sou o Candeias com a agua pelas meias
E eu sou o Simões com a agua pelos.........JOELHOS.

Não rima mas é verdade diz ele!

mendogas disse...

desculpa passeie gostei do teu blog

bj

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...