sexta-feira, 10 de abril de 2009

Fé Na Razão

O embate entre a fé e a razão nunca foi tão fortemente discutido. A fé quer provar que está certa, ao mesmo tempo que a razão quer provar que está certa. O que as duas talvez não percebam é que ambas estão certas. Não se pode dizer que a fé está errada, pois depende das pessoas acreditarem ou não, mas também não se pode dizer que a razão está errada, visto que ela possui provas reais de seus acertos. Por que Adão e Eva, por exemplo, não poderiam ser macacos que depois evoluíram para homo sapiens? Nada impede, não é? Por que a fé e a razão não podem estar ligadas? Este e outros são pontos a se pensar e a serem questionados.


Ter fé é acreditar intensamente em algo, não importa o quê. A fé, por convenção, é vinculada diretamente à religião, mas não necessariamente só a ela. Ter fé não está errado, muito pelo contrário; admiro quem consegue ter fé num mundo cada vez mais descrente e desligado do lado espiritual. O que está errado é se deixar cegar por ela. Isto é perigoso porque pode levar ao conformismo – tudo o que acontece na vida de uma pessoa, ela “culpa” a justiça divina, quando, na verdade, não é assim. Deus pode ajudar, mas temos que fazer a nossa parte também. De que adianta rezar o dia todo para conseguir um emprego se você não correu atrás para consegui-lo e não deixou o seu currículo em lugar nenhum? Isso é que chamo de cegueira religiosa. Ainda hoje existem muitas pessoas que pensam assim, deixam a vida levá-las, quase que involuntariamente, porque se Deus quis assim é porque era para ser assim, e ponto. Não lutam por nada e se conformam com tudo o que acontece com elas. Pura alienação. Isso ocorre devido ao apego excessivo à religião. Concordo que todos precisam apegar-se em algo para conseguir viver - não necessariamente a religiões –, pois a tarefa de viver torna-se mais difícil se você não acreditar em nada acima de você, mas há limites, como em tudo na vida – crer sem exageros, pois tudo em excesso faz mal.

A razão é algo que, acredito, nos foi dado para haver um equilíbrio com a fé, para não cometermos exageros. Normalmente, a razão é relacionada à Ciência, devido à sua eterna briga com a fé, mas o ato de raciocinar não está vinculado apenas à Ciência, pois todos os seres humanos são seres pensantes. A razão costuma questionar muito a Bíblia, devido a suas passagens um tanto quanto duvidosas e machistas, e até já conseguiu provar que muitas coisas nela escritas estão erradas, como as 10 pragas do Egito. (Para quem nunca ouviu falar disso, recomendo que veja o filme A Colheita do Mal. É um filme de terror, mas mostra exatamente todas as descobertas científicas em relação às 10 pragas do Egito, como e porque aconteceram.) Além disso, como podemos acreditar plenamente em um livro escrito somente por homens? Quem garante que foi Deus quem ditou aquilo tudo para eles? Se for assim, Deus é deveras machista, porque do jeito que está escrito na Bíblia, a mulher é culpada pelo mundo ser como é e por todas as desgraças que acontecem, enquanto o homem ganha o mérito de ser o responsável por tudo de bom que acontece. E não é assim, de forma alguma. É por isso que a Ciência entra em ação na área religiosa, para provar que o mundo não é bem como a Bíblia quer nos mostrar. Pensem comigo, principalmente quem é religioso: se Deus achasse errado os homens tentarem provar com a Ciência que nem sempre a Bíblia e a fé estão certas, e fosse mentira o que provaram, Ele não lhes daria inteligência para fazer tais descobertas. Sendo assim, pode-se dizer é correto não acreditar sempre em tudo, é preciso questionar. Tudo o que o ser humano construiu até hoje começou com questionamentos. Nem tudo o que lemos e ouvimos está certo, até porque existem opiniões diferentes, fazendo com que o conceito de certo-e-errado, muitas vezes, caia. Porém, se algo é provado cientificamente, fica bem mais difícil negar que está certo. A Ciência erra? Erra, mas conserta depois, e aí acerta.


É por essas e outras que meu lado racional é maior que o espiritual. Acredito no que é possível ser provado, detesto me sentir enganada. Os homens distorcem demais a verdade porque querem manipular as pessoas que têm fé; vide o caso dos bispos que enganam e extorquem as pessoas nas Igrejas por aí. Acredito que exista algo acima de mim, mas sou um tanto aversa a religiões, pois cada uma distorce a Bíblia de forma que lhes seja vantajoso. Pra mim, acreditar em Deus já é o bastante. A fé tem sua razão de ser, e a razão tem a sua fé para seguir em frente. O importante é haver um equilíbrio entre as duas dentro de cada um.

Texto escrito para o Blorkutando.

26 comentários:

Camilla disse...

Eu sou mais a fé!!

Beijo

Nadezhda disse...

Existem cientistas criacionistas cristãos que estudam a bíblia juntamente com a ciência. Já vi algumas palestras de um deles e é possível sim conciliar as duas coisas.

Muitas das controvérisas que dizem existir na bíblia, não existem na verdade. Quando se estuda um livro, não se estuda metade dele e tira-se conclusões, mas deve-se estudar o todo. E muita gente não faz isso.

Eu tenho fé, acredito em tudo que está escrito na bíblia. E acredito também que "acreditar" em Deus é muito diferente de "esperar" em Deus e "servir" à Deus.

Mas cada um escolhe e responde por aquilo que faz!

Tailany Silva disse...

A Bíblia mostra como viver bem: com amor, com fé, sem orgulho, ambições e largando das coisas que você quer pelas que você precisa fazer. Estabelecer prioridades de acordo com a vontade de Deus, e não pela vontade das religiões. Todas elas se mostram confusas em algum aspecto, mas tem dúvida de algo? Leia a Bíblia. Não ler só por ler, mas com fé, com vontade de que algo lhe seja revelado. A razão não pode explicar a fé, pois ela só explica o que é fisicamente possível. A fé por sua vez não pode explicar a razão. Sabendo disso, os questionamentos deixam de fazer sentido e a razão pode conviver normalmente com a fé, até porque devemos ter as duas, né?
Só que eu insisto: a fé nos ajuda muuuito mesmo. A fé em Deus, em si mesma, no que pode fazer. Esse sentimento, juntamente de uma boa medida de razão, é a receita certa para o sucesso!
Ótimo post esse seu, viu? E eu escrevi muuuuito nesse comentário! :)

Dama de Cinzas disse...

Religião é um assunto que não gosto muito de comentar, mas a minha preza pela fé raciocinada... Acho que essa me interessa mais...

Beijocas

Nathália disse...

Não consigo acreditar em coisas espiritualizadas demais.
Sou bastante racional, mas acredito em "coisas inexplicáveis". Mas não que essas "coisas" sejam necessariamente Deus. O Deus que nos é presentado desde cedo.

Acredito em algo maior, mas que não tem nada a ver com a bíblia.

Beijos!

Clecia disse...

Eu acho que deve haver um equilíbrio entre a fé e a razão. Pois há coisasque exigem que sejamos racionais, mas a fé é essencial em nossa vida. Se a perdemos, a vida perde o sentido. Grande post, Raíssa!Bjos e Feliz Páscoa para você!

lpzinho disse...

Oie Rá!

Demorei né... ando tão sem pique pro mundo blogueiro... acho q é normal após um ano sem parar né?

Mas olha, adorei a leitura e concordo em mtos pontos com o q Vc escreveu. Porém, vou assinar embaixo a opinião da Livia.
Simplesmente ela colocou de modo simples e direto o mesmo q eu penso sobre o assunto.
Mas enfim, adorei a colocação do texto, ainda mais na véspera de uma data tão preciosa para tanta gente(se bem que por aqui, a páscoa como outros tantos símbolos religiosos ou não, perderam completamente o sentido ou estão esquecidos, deturpados e deixados de lado)
Te adoro e admiro cada dia mais, Raíssa querida!
Um beijo com carinho, amiga maior!

Vinícius Aguiar disse...

Continuo com a fé, ela também leva à razão!

Beijos!

M. disse...

Apesar de ser bem racional, não acredito em muitas coisas, bem duvidosas, que a ciência explica. Talvez pq eu tenha fé... E, geralmente, quem tem fé não acredita muito nas descobertas do homem.
Por exemplo:
Eu não acredito que somos descendentes dos macacos;
Não acredito em dinossauros;
Não acredito que o universo surgiu de uma grande explosão.
Mas tbm, não acredito que religião seja sinônimo de fé.
Não sou religiosa, mas acredito fielmente em Deus.

Bom, concordo que pra tudo deve haver um meio termo.

Xerooo
=D

Cadinho RoCo disse...

A razão da fé está numa mesma dimensão em que podemos dar fé à razão. O assunto é extenso por demais. Com relação à Bíblia, o assunto é ainda mais complicado. Enquanto cristão advirto para o fato de ser Maria a grande responsável pelo nascimento do Novo Testamento porque tudo se inicia de uma aceitação dela. Tire Jesus Cristo e haverá um homem no Novo Testamento que assumiu tamanho compromisso como o vivido por Maria?
Feliz Páscoa.
Cadinho RoCo

Yasmin disse...

concordo com seu ponto de vista, as duas andam juntas, como você disse se não era para o homem descobrir tecnologias, exames, sobre o universo, Deus não teria dado a inteligência, tudo neste universo está conectado.
:)bjo

Mary West disse...

Tenho fé em mim mesma, as vezes é mais interessante tornar o proprio umbigo no umbigo do mundo.

T disse...

Eu tenho meu Deus e o amo, mesmo discordando de quase tudo o que a igreja prega. Porém eu sou da opinião que não importa o Deus que se acredita e se serve, o importante é ser uma pessoa de bem. Uma pessoa que não quer prejudicar a outra.
Beijos Ra
tava com saudade!

Tiago Moreira disse...

Eu sou pela razão, mas respeito a escolha de cada um. Acho que as religiões, de forma geral, tem um papel de aglutinador social para qualquer povo. Escritos sagrados estabelecem com seus preceitos, normas de boa convivência em sociedade, algumas sensatas e outras absurdas.

Não preciso ser um cristão praticante para entender a lógica do "Não matarás, não roubarás...", enfim, "Não farás a teu próximo aquilo que não queres que façam a ti mesmo". Isto me faz pensar na lei de ação e reação de Newton.

Mas ao mesmo tempo que as religiões são o registro do desenvolvimento social de um povo, código de ética e conduta, é também uma forma de controle e coerção social muito forte e, paradoxalmente, cada vez mais presente em tempos atuais.

Bem, acho que me alonguei demais, para sintetizar, acho interessante a história e filosofia da ciência, mas não creio e nego a existência de qualquer tipo de interferência divina, metafísica, em minha vida.

Beijos.

Priz disse...

Sempre dou uma passadinha no seu blog, uma olhada rapida e volto outr'ora com mais tempo pra ler tudinho e concluir um comentário descente..
antes que me esqueça, vou responder-lhe uma pergunta: Carrie Bradshaw é a personagem principal do seiado sex and the city, interpretada pela Sarah Jéssica Parker.

Eu tenho uma mania de questionar tudo, me torno um pouco (confesso) chata, algumas pessoas acham-me insuportável por esse fato.
Mas eu nao sou de ficar levando duvidas pra casa e guardá-las comigo, se eu tenho, quero tirar e ter toda a história a limpo na minha cabeça!
Tenho fé em partes, afinal fé é tudo aquilo que acreditamos, parte de mim acredita em Deus, parte não. E assim em vários assuntos, há um conflito dentro do meu próprio ser que defende cada lado da situação, é complicado entrar em conflito consigo mesma!
Mas isso me faz crescer, e provavelmente os caras que provaram e descobriram as maiores e melhores coisas do mundo, tinham conflitos e foram, cada um a seu modo, lutando contra esses conflitos para chegar as suas conclusões..
Ninguém acorda com uma solução na cabeça e de uma hora pra outra cria ou soluciona algo. é fato!

estou falando de mais, eu sei... você me inspira! haha

Beeeeeeeijos querida! ótimo feriadão pra ti viu!

A Madrasta Má disse...

Oi, minha super querida!Como bióloga gostaria dde questionar uma parte do post:
"...É por isso que a Ciência entra em ação na área religiosa, para provar que o mundo não é bem como a Bíblia quer nos mostrar..." como pesquisadora a minha e dos demais companheiros nunca foi esse conflito...
Confesso que qdo visualizei pela primeira vez o DNA humano, eu chorei em sala... como explicar, de onde veio, tamanha perfeição??? ninguém consegue provar...
Qto a evolução temos os fósseis e salve Darwin!!! Mas o primeiro ser da sopinha primordial?... outra vez, somente suposições...
É por isso que temos fé... para o inexplicável!
Bjinhos da Madrasta!

N. Mylonas disse...

O grande problema hj é que as pessoas aproveitam da fé das pessoas para conseguirem outras coisas como dinheiro.

Soou mais a minha razão, smp !

p.s: eita mal de aquariana =//
hehehehehe...

bj bj

Lays Melo disse...

Tem uma frase de um novelista francês, chamado Alphonse Karr, que exprime perfeitamente a minha opinião sobre esse assunto:

"Eu creio no Deus que fez os homens, e não no Deus que os homens fizeram."

Beijos

Coisinhas da Jeh _ disse...

HAHA, eu sou uma branca de neve :B rs

O Profeta disse...

Mas um beijo às vezes
Faz parar o tempo em seu desvario
Arranca mil sentires à alma
Voa no celeste preso em terno fio

Liberta esta lava incandescente
Transbordante em teu peito palpitante
Dá-te as asas de um pássaro azul
Transforma o eterno em sublime instante



Bom domingo


Doce beijo

Jeniffer Santos disse...

eu procuro viver sempre com os dois, aquilo que me trouxer a felicidade, será minha escolha ;D

beijos

lpzinho disse...

Vc além de ser UM AMOR de pessoa, é GENIAL!

Adorooo te ler, te conhecer e aplaudir! x)
Beijos de pelúcia!

matheus disse...

acho que a ciência prevalece ;D

Empadilha disse...

escreve muito bem ...
e acho que em tudo oque vai ser feito tenq ter fé!

Ariana disse...

Ultimamente sou mais a razão do que a fé!
Apesar de que tenho mta fé tb!


bjo

- Marília disse...

Geralmente procuro ser mais racional, mas há coisas que ninguém consegue explicar. Daí surge esse interminável dilema: fé ou razão?
Guria, quase não atualizo meu blog. Vai ver é por isso que não aparece no menu aí ;/ hahauiha :(
tá difícil conciliar trabalho, faculdade e vida pessoal.
E, como sempre, tu continua levantando questões polêmicas, que rendem ótimas discussões.
=******

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...