quinta-feira, 10 de março de 2011

Black Swan

Vocês, assim como eu, provavelmente só estão lendo por aí críticas positivas a respeito do filme Cisne Negro. Pois bem. Agora vocês lerão uma crítica negativa sobre o filme.  

Fui assistir com uma expectativa enorme porque o trailer é muito bom e todos que conheço que viram, gostaram. Depois que vi, me decepcionei completamente. A fotografia, a maquiagem e os figurinos são maravilhosos, a filmagem e a direção são ótimas, a atuação da Natalie Portman, da Mila Kunis e do Vincent Cassel está excelente. Porém, o filme é dramático demais, teatralizado demais, exagerado demais, sem sentido demais e tem efeitos especiais desnecessários. E tudo isso para uma história bem mais ou menos. Com certeza se o filme fosse inglês em vez de americano seria bem melhor. Americano só pensa em ação, efeitos especiais, drama excessivo e não se preocupa com o principal: os detalhes.


Basicamente, a história do filme é sobre uma garota que é bailarina, Nina, e que como todas as outras sonha em brilhar no palco. Sua mãe é uma ex-bailarina frustrada e superprotetora, que a trata como se ainda fosse uma criança meiga e que quer que a filha faça tudo do jeito que ela quer, pois é frustrada por ter tido uma carreira curta e sem sucesso nenhum. Quando a bailarina principal da companhia de balé onde dança é forçada a se aposentar, Nina vê a oportunidade de brilhar na nova versão da peça O Lago dos Cisnes criada pelo diretor da companhia, que a assedia. Ela acaba conseguindo o papel principal de Rainha Cisne. De tão insegura, ansiosa e pressionada que se sente, Nina enlouquece e começa a ter visões irreais com pessoas e situações bizarras. Ela fica cada vez mais louca ao longo o filme!

Se você ainda não viu o filme e não gosta de saber o final antes de ver, não leia o parágrafo a seguir:

Bom, a Nina fica louca, tendo muitas visões estranhas, até que, no dia de sua estreia, no meio de uma dessas visões após o 1º ato, se fere na barriga, pensando ter ferido a sua rival e substituta. Ela dança lindamente a peça de balé, é aplaudida pela plateia e parabenizada por toda a equipe, mas termina o filme muito mal. Não ficou claro se ela morreu ou não no final, mas acredito que tenha morrido. A última fala dela no filme foi tosca: “eu senti”. E só porque na história da peça a Rainha Cisne se mata ela tinha que se matar também?! Ah tá... Não é à toa que o filme não ganhou o Oscar de melhor filme. Eu ia ficar revoltada se ganhasse. Só vale à pena ser visto porque a interpretação dos atores é ótima, porque o filme em si é bem fraco.

15 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Bem, se você achou que meu post sobre ser antissocial traduzia o que você pensava. Esse aqui traduziu completamente o que penso desse filme.

Eu também me decepcionei com o filme, que tanta gente recomendou. Se tivessem feito o desequilíbrio da personagem se desenvolver não pelo delírio, mas pela maldade, talvez tivesse ficado bem mais interessante.

Beijocas

Anônimo disse...

Você escreve muito mal para uma estudante de jornalismo. Seu senso crítico, apesar de tentar ser diferenciado, cai no clichê do jornaleiro novato: ser do contra.

Não vi o filme (nem li esse ultimo parágrafo), mas diferente de você, sei um pouquinho de cinema e conheço Darren Aronofski, diretor do filme, e conheço seu estilo. Por tal conhecimento, posso afirmar com certeza que você não faz a menor ideia do que está criticanto. Apenas está falando do filme porque está em voga.

Ainda bem que o diploma de jornalismo foi derrubado. Não se fazem bons jornalistas em faculdades.

*Raíssa disse...

Querido (a), se você tivesse lido bem o meu perfil veria que sou estudante de Publicidade, Propaganda e Marketing, não de Jornalismo. Se você soubesse realmente de cinema, não teria vergonha de mostrar a cara e comentaria anonimamente; e não me interessa se você gosta do Darren Aronofski ou não. Cisne Negro continua sendo ruim, ao contrário de Réquiem para um Sonho, outro filme do mesmo diretor, que é excelente. Cada um tem a sua opinião e acho que temos que respeitar, mas você, infelizmente, é uma pessoa fraca que nem mostrar a cara para criticar a opinião alheia mostra, quanto mais respeitar. Deprimente... Não quero nem saber qual a sua profissão, porque com essa cabeça ridícula vai se dar mal em qualquer uma.

Luiz Paulo disse...

Nossa! Eu ia comentar sobre o seu post mas preciso dar risada antes... por conta do infeliz comentário da anônima figura!
Tanta propriedade para escrever suas mágoas e rancores ahahah que se esqueceu até de ler! Ou deve ser deficiência para entender as coisas mesmo. Seja como for, fico sempre imaginando o que leva uma triste figura como esta acessar um blog, confessar que não leu o texto(nem nada mais) e julgar... isso mesmo pretensamente julgar quem escreve no blog! Faça-me o favor!! Gente assim deveria se recolher à sua própria miséria interior e não querer contaminar o planeta com suas sombras... afff mas tudo bem, como todo anônimo boçal, ele deve estar se achando o máximo por ter conseguido postar seu comentário crítico com tanta força nas palavras ahahah
Deveria era estar fazendo trabalho voluntário, ajudando alguma ONG... enfim, e em tempo... se fosse mesmo alguém a ser respeitado não seria anônimo, mostraria a cara! E mais do que tudo não se confundiria em relação à profissão da blogueira(que por sinal não interessa a ninguém... só a ela!).

O filme... nossa, concordo que se fosse feito na Inglaterra seria td diferente. Não gostei e sinto que o dinheiro da bilheteria deveria ser devolvido ehehheh ai ai

Denise disse...

Gostei da sua sinceridade, e amei o seu blog e já estou seguindo.
Convido vc a conhecer o meu: http://variedadescomdenisesilva.blogspot.com
Aguardo sua visita e se der pra seguir agradeço.
Bjs e até mais!
Denise

Testei... e você??? disse...

Flor!
Estamos te seguindo também!
Obrigada!!!
Bjus
Ana e Isangela!
Blog - Testei... e você???

Taíssa L. - Garotas Puro Luxo disse...

Linda, já está participando do sorteio que tá rolando lá no blog? CORRE!
http://garotaspuroluxo.blogspot.com/2011/01/5-sorteio-do-garotas-puro-luxo.html

Beeijão

Taíssa!

Taíssa L. - Garotas Puro Luxo disse...

Linda, já está participando do sorteio que tá rolando lá no blog? CORRE!
http://garotaspuroluxo.blogspot.com/2011/01/5-sorteio-do-garotas-puro-luxo.html

Beeijão

Taíssa!

Ariana disse...

Não vi o filme ainda, mas pelo que li aqui acho que também não irei gostar muito!

Beijos

Shandra Regina disse...

Oiii Raíssa
Olha adorei seu post.
Vi o filme e sim fiquei sem entender algumas coisas.
Mas com relação a make e figurino estava impecável.
Parabéns
E obrigada por participar do sorteio do Passarela.
Volte Sempre
Beijos

Clecia disse...

Olá! Passando para agradecer a mais uma visita que fez lá no Meu Mar Azul. Sobre o post: eu discordo de você, mas respeito sua opinião. Eu gostei do filme mesmo sendo exagerado e dramático ao extremo e com passagens confusas, mas acho que reflete bem o estado de confusão da personagem. A Natalie Portman deu um show de interpretação. Mas filmes sao assim mesmo, uns gostam e outros não. Um abraço e tudo de bom!

Stephanie Pereira disse...

cara, o filme nem é tao bom, mas a Natalie tava tao brilhante que te convence a assistir até o final

Nathália E. disse...

Er... Tô me sentindo meio fora do mundo porque nem tinha ouvido falar desse filme. o.o
As imagens são lindas, mas pelo jeito como você mostrou o filme ele é da lista dos que passam na sessão da tarde... Rs

Beijos!

Emíliana disse...

Vc deu de 10 a 0 no anônimo,Raíssa!Ja que o filme é ruim,e não o vi ainda,vou comentar sobre os "comentários".Realmente meu comments no teu post,A Relatividade da vida,cabe bem para o anonimo aí...rs
Bjk

Me,myself & I! disse...

Também não gostei!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...