sábado, 9 de abril de 2011

A sociedade da tragédia

Meu próximo post seria sobre outro assunto, mas não poderia deixar de comentar sobre o atentado que aconteceu no colégio em Realengo, aqui no Rio. Que foi um ato cruel e absurdo praticado por um louco nós já sabemos, mas há muita coisa por trás do que aconteceu que poucos têm coragem de falar. Aliás, as pessoas estão evitando falar sobre, porque sabem que todos têm uma parcela de culpa na formação da sociedade doente em que vivemos, onde cada um só pensa em si e não se importa nem ter respeito para com os outros. E isso começa quando ainda somos crianças.

Criança é um bichinho mau e preconceituoso. Acredito que todos já sofreram bullying alguma vez na vida no colégio; mesmo os populares já foram sacaneados alguma vez por algum mico que pagaram ou por qualquer outra coisa. E as crianças não têm pena, sacaneiam mesmo. Quem usa óculos, é 4 olhos; quem é gordo, é rolha de poço, porquinho, baleia, etc; quem é magra demais, é Olívia Palito; e por aí vai. As crianças zoam as outras sem o menor peso na consciência, mas quando são zoadas, choram. São imaturas. O problema é que as crianças que zoam muito podem vir a se tornar pessoas vazias e continuarem imbecis sem respeitar ninguém e quem é zoado pode se tornar uma pessoa introvertida, insegura, de baixa autoestima e desenvolver problemas psiquiátricos, isso se já não tiver um, aí piora ainda mais.


O homem que invadiu o colégio e atirou naquelas crianças sofreu bullying durante todo o período em que estudou lá. Segundo ex-colegas, ele praticamente não falava, não tinha amigos nem namoradinhas. As meninas nem olhavam pra ele. É claro que eles não vão admitir que o xingavam e o humilhavam em plena rede nacional de televisão para não saírem como os malvados que praticavam bullying na escola, mas, com certeza, isso acontecia. Um colega afirmou que o chamavam de bobo. Duvido que só o chamassem de bobo com tantos xingamentos mais fortes à disposição. Ver um grupo de meninas cochichar e rir de você quando se está com os hormônios explodindo é altamente humilhante. Provavelmente, esse é o motivo pelo qual ele matou 10 meninas e só 2 meninos, além de ter ferido muito mais meninas. Ao que me parece, ele tinha ódio das meninas.

Ele foi sacaneado, excluído e humilhado “até a morte” na escola. A mãe dele tem problemas psicológicos e é moradora de rua, provavelmente usuária de drogas. Ele também tinha problemas psicológicos, que só se agravaram com os problemas que sofreu no colégio. Algumas pessoas não têm psicológico e maturidade para aguentar bullying e se tornam pessoas doentes como esse homem. O ódio dele era tanto que ele ficou muito tempo planejando tudo com antecedência, pesquisando sobre armas na internet, comprando armas, treinando tiro em jogos de computador e até com as próprias armas. É óbvio que o fato dele ter sofrido bullying naquela escola não justifica o que ele fez, até porque matar e ferir um monte de pessoas que não tinham nada a ver com a história e se matar logo em seguida não resolveu nenhum dos seus problemas. Porém, a raiz do problema está toda aí: na falta de respeito e na intolerância com o próximo. Se eu fosse matar todos que já me sacanearam em todos os colégios por que já passei, ia sobrar meia dúzia de pessoas vivas. Mas eu sou eu; eu tenho a minha cabeça, o meu jeito de ser, assim como todo mundo. Eu aprendi a me defender e superei o bullying que sofri, mas ele e muitas outras pessoas, não.

O resultado da falta de respeito e da intolerância sofrida por Wellington Menezes de Oliveira foi o massacre que ocorreu na ultima quinta-feira. Foi uma coisa muito triste e chocante, pois este tipo de ação costuma acontecer nos Estados Unidos, não aqui. E acontecem pelo mesmo motivo, mas com uma diferença: lá nos EUA, se você não for o primeiro, você é um lixo; se você não tiver dinheiro, você é um lixo; se você não for popular, você é um lixo; se você não for bonito, você é um lixo. Tudo lá gira em torno de status e estereótipos. É uma sociedade com um modo de pensar e viver doentios. O bullying lá torna-se pior do que aqui por isso, porque humilhação e depreciação é igual para quem os sofre em qualquer parte do mundo.


Infelizmente, as pessoas só começam a se tocar da situação caótica em que a sociedade se encontra quando acontece uma tragédia como a de Realengo. Agora, os alunos prudentes vão pensar duas vezes antes de ficar humilhando o coleguinha, porque ele pode virar um louco que poderá matá-lo mais tarde. Os colégios estão até planejando fazer palestras e discussões entre os alunos e professores sobre o tema bullying. Mas por que só agora, depois que muitas crianças foram feridas e mortas? Isso já deveria ter sido feito muito antes para evitar muitas situações desagradáveis e muitas autoestimas destruídas. Aliás, as crianças deveriam aprender a respeitar as diferenças dos outros em casa com a família, porque nada adianta a escola ensinar uma coisa e a família ensinar e mostrar outra.

As pessoas são complicadas, muito complicadas...

8 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Seu posicionamento é corajoso! Visto que as pessoas ainda estão cheias de ódio pelas crianças que morreram e realmente a ação do rapaz não tem justificativa, como vc disse.

Mas sinceramente, fui uma menina que sofreu bullying de forma pesada e isso me marcou bastante. Cada um reage de uma forma, alguns enlouquecem, como esse rapaz. Acho que seu texto tem fundamento, sim!

Beijocas

Andréia B. Borba disse...

Gostei muito do seu texto. Lúcido e sem apelações. Concordo com vc. A sociedade recrimina o rapaz sem, contudo, se dar contra de que ela (a sociedade) é que está doente. Claro que nada isenta o rapaz da culpa mas, convenhamos, olhar um pouco para o próprio umbigo não é tão difícil assim... Bjs querida! Déia

lpzinho disse...

Que beleza. Comentei mas não foi... afff

Vera disse...

Oi, oi, moça.

Prazer. Sou leitora há muito tempo da Dama de Cinzas e gostei bastante do comentário que você fez ao post mais recente dela. Foi ele que me trouxe aqui.
Eu também abordei o caso do Realengo, mas com outra perspectiva. Concordo com tudo que você disse. E ter noção disso, em vez de ser confortante, é desesperador. Pois sei que os problemas aqui no Brasil andam com uma lentidão assustadora.
Sua escrita é muito boa.

Um beijo.

http://viversemfronteiras.wordpress.com/

regatabranca disse...

Ótimo post!
Adorei!
BJs,
Mari
http://regatabranca.wordpress.com/

naomemandeflores disse...

Realmente uma tragédia anunciada esse caso de Realengo. Temos que educar muito bem os nossos filhos, para que isso não volte a acontecer!


Camila F.

Mari e Eder disse...

foi triste mesmo...
obrigada pela visita ao meu blog e boa sorte!
bj

Princesas do Reino disse...

Olá
Gostaria de fazer um convite muito especial
Você já conhece o blog
http://princesasdoreino.blogspot.com/ ?
se ainda não conhece faça uma visita e siga se gostar
não se esqueça de deixar seu link pra que eu possa
te seguir de volta!
Super beijo ♥
Daiane

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...