quarta-feira, 29 de junho de 2011

Qual o problema em ser alegre?

Ontem passou uma reportagem sobre manifestações pelo Brasil no Profissão Repórter. Como a TV estava ligada enquanto eu estava no computador, estava ouvindo a reportagem e vendo algumas partes. De repente, ouço um ser falar a seguinte frase: "nós amamos o homossexual, mas não amamos o homossexualismo". Oi? Quando o ser falou isso, não deve nem ter pensado. As pessoas são o resultado de tudo o que elas vivem, fazem e manifestam. Não é possível desligar uma coisa da outra. Como alguém pode amar o gay como pessoa, mas odiar o que ele representa? Não dá, né.

Pra mim, os gays representam alegria. Acho que é por isso que muita gente os recrimina. De certa forma, as pessoas têm inveja da coragem que eles têm em assumir sua opção sexual e seu estilo de vida sem medo de ser feliz e tendo orgulho de ser como são. Todo mundo gostaria de ter essa coragem. Além disso, a religião faz uma bela lavagem cerebral na cabeça de muita gente, não só em relação a esse assunto como em muitos outros. Tem gente que é contra a união gay simplesmente por ser, nem sabe explicar o porquê quando é questionada. Só sabe que está escrito na Bíblia que é errado, então segue como se fosse uma cabra cega. Gente, a Bíblia foi escrita pelo homem, não foi escrita por Deus com sua caneta Bic. Muita coisa que está ali foi inventada e modificada pelo homem por interesse, ok? Ou vocês acham que a submissão feminina foi Deus quem inventou? Enfim, isso é assunto para outro post. O fato é que algumas pessoas precisam parar mais para pensar e refletir sobre as origens e o motivo de seu preconceito em relação aos homossexuais e ao homossexualismo. Se pensarem com a sua própria cabeça e forem racionais, perceberão através de sua reflexão que estão totalmente equivocadas e que os gays merecem ter os mesmos direitos, deveres e respeito que os heteros.


O homossexualismo é a coisa mais antiga do mundo. As orgias que aconteciam na Roma Antiga e nas festas de Baco na Grécia Antiga, todo mundo pegava todo mundo, independente do sexo. Relações homossexuais eram permitidas entre os samurais, apesar do casamento ser proibido. O que tinha de rei que era gay que era obrigado a casar com uma princesa X por interesses políticos e pulava a cerca com seus belos criados, vixi... E isso ocorre ainda hoje em certas profissões em que, ainda, não “pega bem” assumir a homossexualidade. Agora só falta a sociedade deixar de ser hipócrita.

Eu simplesmente amo os gays. Já contei aqui sobre a minha primeira experiência em uma festa gay. Desde então, não saí mais desse mundo alegre. Se você quer se divertir, a festa gay é o lugar ideal! Não há sensação melhor do que se sentir completamente livre e bem-vinda em um lugar! Lá você pode aplicar o conselho dancing like no one is watching. Pode ter certeza: ninguém vai ter recriminar por nada o que você fizer de diferente. E o melhor: não existe violência. Aquelas confusões que você já presenciou em algumas boates ou já ouviu falar, não acontecem em festas gays. Isso porque todos estão lá pelo mesmo motivo: se divertir e ser feliz. Conheço novas pessoas e faço amizades em cada festa que vou, pessoas maravilhosas e divertidíssimas que tenho a oportunidade de conhecer, que não conheceria em outras ocasiões. Posso afirmar com propriedade que se os gays gostassem de mulher, estaríamos muito mais felizes, realizadas e satisfeitas. Mas, infelizmente para o mulheril, eles descobriram o que é bom na vida. Mesmo assim, fico muito feliz de poder ser amiga deles.

Não sei como tem gente que não gosta dos gays, sinceramente. Aposto que boa parte das mulheres que estavam nessa marcha ridícula têm cabeleireiros homossexuais e os adoram! Eu tenho o meu e o adoro. Ele é lindo, divertido e só ele entendeu meu cabelo direito até hoje, é um ótimo profissional. Não o troco por nada!


Achei justíssima a decisão de legalizar o casamento gay. Vários homossexuais já vivem juntos há vários anos, são casados, têm filhos (adotados ou não), só que não legalmente. Qual a diferença então? Por que a revolta de tanta gente com isso? Isso não está atrapalhando ninguém e não vai mudar nada pra ninguém, a não ser pra eles. Existem crianças adotadas e criadas por casais homossexuais que são muito mais felizes que muita criança criada por casais heterossexuais por aí, e não necessariamente também são homossexuais. Cada um tem a sua opção sexual, independente da opção dos pais/mães. Uma coisa é certa: essas crianças têm muito menos preconceito que a maioria. Vão sofrer preconceito e bullying na escola por causa da opção sexual dos pais, mas provavelmente saberão lidar muito melhor com essas situações.

Até agora, não entendi qual o problema em ser alegre. Só sei que a mentalidade da sociedade precisa progredir.

8 comentários:

Jana Pereira disse...

Amei o post!

Flor boa sorte no sorteio!!!!
Tem post novo de make
Super beijoooooo
Janaína Pereira
Rosa & Pink by Jana
_________________________________

Blog : (www.rosaepinkbyjana.com)
Twitter: @blogjanna

Fernando Ambrosio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fernando Ambrosio disse...

Ótimo artigo gostei, você escreve bem! Indiquei para um amigo muito Alegre...

Read More

Will Vicentini disse...

eu sou o amigo mt alegre do fernando aee em cimaa....rsrs
Gostei do seu post, o mundo seria tão bom e agradável se as pessoas não julgassem umas as outras...Infelizmente, nossa tociedade tem uma base extremamente machista e irracional em relação a esse assunto. O amor é tão lindo e tão bom, poque esxistem pessoas que insistem em recriminá-lo??? Então quer dizer que Deus me criou para me odiar? Pois eu nasci assim, desde criança já sabia que era diferente dos outros meninos, mesmo sem saber ao menos o que era um beijo na boca....Falo por mim mesmo que ninguém escolhe ser gay, já nasce gay, porém muitos reprimem seus sentimentos justamente por conta da nossa sociedade...mas enfim, tenho certeza que Deus está guardando algo muito melhor para nós...

Dama de Cinzas disse...

Excelente seu post! Eu já falei muito sobre minha opinião favorável a homossexualidade, tanto a feminina quanto a masculina. Simplesmente porque não consigo ver o que eles fazem de tão errado para sofrerem essa perseguição. Enquanto outros segmentos da sociedade, que realmente prejudicam, estão por aí na boa.

Sim, quando quero me divertir de verdade vou numa boate gay, é só festa, não tem quase briga, não temos que ficar seguindo convençãozinha e podemos nos soltar. Pena que não tenho ido tanto quanto gostaria... rs

Beijocas

Aline Fernanda disse...

amore pode ir la no sorteio sigma acesse o formulario agora esta correto boa sorte divulgue para ter mais chances

blog da sonha gleide disse...

Oi linda adorei seu blog,e já estou te seguindo,te convido a conhecer meu cantinho,terei o maior prazer te receber,bjus
http://blogdasonhagleide.blogspot.com

Liliana Lacerda disse...

Não sei nem se é sobre não gostar, sabe...
Já tive amigos gays, meu cabeleireiro é gay também. E tive a sorte de serem ótimas pessoas.

Mas, acho que muitas homossexuais abusam da tolerância. O homossexualismo não é normal, sabe? Não podemos levantar bandeira contra, porque é preconceito e hipocrisia. Mas, não me vejo obrigada a ser a favor, já que não quero que meu filho seja gay ou minha filha lésbica.
Se eu tivesse dizendo algo diferente disso, seria duplamente hipócrita.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...