sábado, 18 de fevereiro de 2012

Movies You Must Watch #6

Oi, gente!

Hoje o Movies You Must Watch será sobre um gênero pouco valorizado e muitas vezes depreciado: terror. Mas aí é que tá: terror é um gênero muito controverso, porque há filmes e filmes de terror. Terror trash, tipo A Madrugada dos Mortos, eu não gosto. Os filmes de terror que eu gosto são inteligentes, tensos e têm algo por trás, não são terror por terror, porque ver sangue, assassinato e pessoas gritando sem haver algum sentido por trás, para mim não tem a menor graça. Normalmente, os melhores filmes de terror são os americanos, mas descobri que a Espanha também é muito boa na hora de fazer filmes deste gênero.
Tem gente que tem medo de filme de terror, o que eu não entendo, porque não me metem medo algum, já que sei que são histórias fictícias. Então se você tiver medo de filmes de terror, não veja nenhum desses filmes, porque são tensos, mas indique para quem gosta, porque são ótimos.

Direção: Kevin Greutert
Origem: Estados Unidos da América
Ano: 2010


Sinopse: Bobby Daggen lança livro e DVD, explorando sua experiência de ter escapado das armadilhas de Jigsaw. Ele reúne um grupo de sobreviventes para a gravação de um programa de televisão, onde todos dão depoimentos sobre os momentos terríveis que passaram. Enquanto isso, novas mortes voltam a acontecer e, sentindo-se pressionada por Hoffman, a esposa de Jigsaw, Jill, decide contar a verdade para a polícia. Mas é tarde demais. Agora, um segredo de Daggen vai desencadear uma nova onda de terror.

Jogos Mortais é a minha saga de terror favorita, é a melhor de todos os tempos! Não é apenas um filme de terror, com sangue, gritos, torturas e assassinatos, há um propósito por trás do filme. O protagonista, Jigsaw, brilhantemente interpretado por Tobin Bell, tem um câncer terminal e não se conforma em morrer enquanto inúmeras pessoas que não dão o devido valor à vida continuam vivas. Então ele, sadicamente, resolve criar jogos mortais (como o nome do filme já diz) para pessoas, escolhidas a dedo por ele, darem mais valor à vida que têm. Entre tais pessoas, estão viciados, adúlteros, ladrões, traficantes, assassinos, pessoas egoístas, pessoas desonestas que burlam a Lei e pessoas que não se preocupam com o próximo e passam por cima de tudo para conseguirem o que querem. De uma maneira torta e sádica, a intenção de Jigsaw é boa: fazer com as pessoas deem mais valor a suas vidas e à vida dos outros. Os jogos criados por ele fazem com que as pessoas cheguem ao seu limite, muitas vezes até ultrapassando-o, para conseguir viver e passarem a dar valor às suas vidas. Jigsaw acaba sendo um serial killer porque seus jogos são quase impossíveis, e às vezes impossíveis, de serem vencidos. Afinal, não é todo mundo que tem coragem de passar por uma prova onde podem perder um membro do corpo ou ficar deformados em troca de viver, ainda mais em um tempo-limite curto e disputando com outra pessoa, ou outras pessoas, a sobrevivência e até ter que matar outras pessoas para sobreviver.

Escolhi o último filme para o post porque achei o melhor de todos os sete da saga. É neste filme que todos os mistérios são finalmente revelados e há a inovação de uma armadilha pública dentro de um vidro, para quem quiser ver, logo na primeira cena do filme, para já começar com uma super tensão! Nesse filme, todos os personagens principais que já passaram pela saga – Hoffman, Amanda, Peter Strahm, Dr. Lawrence Gordon, Jill e o próprio Jigsaw - aparecem e são feitas as ligações entre eles e o segredo dos mistérios é revelado. Se você gosta de filmes de terror e ainda não assistiu a essa saga ou ainda não assistiu ao último filme, assista !

·  A Chave Mestra (The Skeleton Key)
Direção: Iain Softley
Origem: Estados Unidos da América
Ano: 2005


Sinopse: Caroline Ellis é uma jovem que acompanha doentes terminais, com o objetivo de juntar dinheiro para poder cursar a escola de enfermagem. Em um de seus trabalhos, ela aceita acompanhar um senhor inválido, Ben Devereaux, que mora com sua esposa Violet em um terreno isolado na cidade de Nova Orleans. O local é famoso pela quantidade de cerimônias místicas lá realizadas, mas Caroline não acredita nestas crendices. Ben sofreu um derrame recentemente, que o deixou praticamente paralisado e mudo. Para que Caroline possa percorrer a casa à vontade, Violet lhe entrega uma chave mestra que abre todas as portas. Porém em suas andanças ela encontra uma porta escondida, localizada atrás de uma estante e no fundo do sótão. Caroline abre a porta com a chave mestra e lá encontra várias antiguidades, espelhos que foram retirados de todos os demais cômodos e ainda artefatos aparentemente ligados à prática de algum tipo de magia.

Uma palavra para descrever esse filme: genial. A Chave Mestra é um dos filmes de terror mais bem bolados já feitos e que eu tenha visto. É um filme de terror de verdade! Aura de mistério, tensão no ar, magia negra, segredos obscuros, personagens interessantes e final inesperado. O mais interessante é ver a Caroline suspeitar dos acontecimentos e a passagem do seu ceticismo até a sua credulidade na magia negra. Muito bom mesmo! Vale a pena ver!

·  A Órfã (Orphan)
Direção: Jaume Collet-Serra
Origem: Estados Unidos da América
Ano: 2009


Sinopse: Esther é uma órfã russa de 9 anos meio diferente para a sua idade e a família que a adotou morreu em um incêndio que também quase a matou. Mas agora uma nova família, os Coleman, a adotou e a vida parece ter entrado nos eixos novamente. Até o dia que uma colega de classe de Esther sofre um acidente mais sério, uma freira é golpeada até a morte e a nova mãe da garota começa a se perguntar se a família de Esther realmente morreu em um incêndio acidental.

Isso é o que eu chamo de filme de terror! História boa, acontecimentos estranhos e tensão no ar. O filme prende a sua atenção do início ao fim e o final é criativo e inesperado. Esther é uma menina bem esquisita e diferente das outras de sua idade. O que parece ser introversão na verdade é... não posso contar. A mãe adotiva começa a suspeitar desse jeito diferente de Esther, enquanto o pai acha exagero e a irmãzinha a adora. Até que as atitudes de Esther começam a assustar a todos... Vejam esse filme!

7 comentários:

Rodrigo disse...

já assisti esses filmes, são realmente muito bons. E concordo, não da pra assistir um filme de terror que não tem sentido, e fica mostrando só as pessoas morrendo...

Jeniffer Yara disse...

Sou como você, não gosto daqueles filmes de terror que só tem gente gritando e sangue por todo o lado,com uma carnificina sem tamanho, gosto daqueles inteligentes que normalmente envolvem questões de crença, como espíritos e essas coisas. Eu só vi Jogos Mortais 2/3 sei lá, e dormi no filme, sério, fui acordada com gritos de uma mulher histérica prestes a morrer, achei chato. rs
Mas A Orfã e A chave mestra até que gostei, faltou O exorcista aí,hehe'

Beijos

C4E disse...

JÁ ASSISTI ESSES FILMES, EU AMO POR SINAL SÃO MUITO BONS!


Passa no meu? Se gostar segui?
http://cosmeticos4ever.blogspot.com/

Blake disse...

Confesso que estou atrasada em "Jogos Mortais"... rs
Preciso de tempo para assistir os últimos três filmes!

Amiga tem selinho para você lá no Sook!

>>> http://the-sook.blogspot.com/2012/02/lancamentos-da-giostri-editora.html

BjO

Blake disse...

Amiga passando aqui só para dar um oi... rs

BjO

http://the-sook.blogspot.com/

Ana Chamilete disse...

Oii, obrigada pela visitinha no meu blog. Já estou seguindo o seu ta?
Ain, filme de terror eu não gosto muito, sou muito medrosa e sempre acabo ficando impressionada depois! :O rs Beijos, beijos.

http://deargirlsupdated.blogspot.com

*Natália* disse...

Sei lá, perdi a vontade de ver filmes de terror há anos.
E, claro, não vi nenhum desses. Acho meio surreal..

Nem agradeci o selo!! Ai, ai...

beijos ;)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...